\\ INFORMAÇÃO \ notícias

Sinpro presente no Dia de Paralisação e Mobilização Nacional

Publicada em 12/07/2013.

Paralisação Nacional de 11 de julho para pressionar o governo a aprovar a pauta de reivindicações da classe trabalhadora teve a participação do Sinpro-Noroeste em Ijuí, com seus diretores e associados integrantes do ensino privado municipal, que protagonizou, juntamente com os trabalhadores de outros setores, estudantes, aposentados e comunidade em geral, uma grande concentração na Praça da Repúbllica, seguida de caminhada com cerca de 3 mil pessoas pelas ruas centrais da cidade. Com palavras de ordem, faixas, cartazes e bom humor, os manifestantes expressaram seu repúdio aos gastos excessivos e suspeitos dos governos, reivindicando o fim do fator previdenciário e a valorização das aposentadorias, 10% do PIB para a saúde e 10 para a educação, redução da jornada de trabalho para 40 horas, reformas urbana e agrária, transporte público de qualidade, rechaço ao PL da terceirização, mudanças nos leilões de petróleo e democratização dos meios de comunicação.

.............................................

O Sinpro-Noroeste, juntamente com a CUT e as demais centrais sindicais, a União Nacional de Estudantes e os movimentos sociais organizados, convoca todos os professores do ensino privado a participarem da histórica Paralisação e Mobilização Nacional no dia 11 de Julho, com o propósito de pressionar os governos, em especial o Governo Federal, a atender um conjunto de doze bandeiras, abaixo relacionadas, definidas em conjunto pelas lideranças sindicais. Para tanto, a presença de cada um faz-se importante para que a manifestação alcance êxito. Em Ijuí, haverá uma grande concentração na Praça da República às 9 horas da manhã.

Reivindicações:


- 10% do PIB, com destinação dos royalties do Pré-Sal para a Educação;
- 10% do PIB para a saúde;
- Reforma política;
- Reforma urbana;
- Democratização dos meios de comunicação;
- Redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais, sem redução de salários;
- Valorização das aposentadorias;
- Transporte público de qualidade;
- Fim do fator previdenciário;
- Reforma agrária;
- Mudanças nos leilões de petróleo;
- Contra o PL 4330, que ameaça direitos trabalhistas com a terceirização.

Links Relacionados