\\ INFORMAÇÃO \ notícias

Greve, teatro e coquetel marcam Domingo de Greve

Publicada em 22/10/2013.

O mês de outubro foi marcado por intensa mobilização do Sinpro-Noroeste. Envio de mensagens, panfletagens, expectativas para o Domingo de Greve e todos os preparativos para a 2ª Semana da Consciência Profissional e o movimento nacional contra o trabalho extraclasse em excesso e não remunerado, que culminou com o Domingo de Greve, no dia 20 de outubro. Em Ijuí, a semana e o dia de greve foram coroados com a apresentação da peça teatral “Reviravoltas do Coração”, com os atores Jérson Fontana e Maristela Marasca, da Turma do Dionísio, da cidade de Santo Ângelo. A peça mostra, com humor, as alegrias, dificuldades e desafios da vida de professor, com todos os excessos da profissão: de amor, trabalho, dedicação, estresse... Soledade e Vado preparam uma peça para apresentar na escola e, durante o ensaio, aspectos de suas vidas são revelados: a juventude, o trabalho, os amores, a solidão. Após a peça, um coquetel simbolizou a posse festiva da nova diretoria eleita em 26 de setembro, com todos os presentes – professores, familiares e amigos – confraternizando num momento de lazer e cultura de fato, conforme o espírito e a reivindicação do movimento sindical docente, liderado pela Contee em nível nacional e pela Fetee-Sul no estado.

........................................................Texto publicado em 15 de outubro.........................................................

Na semana em que se comemora o Dia do Professor, de 15 a 18 de outubro, o Sinpro-Noroeste realiza a segunda edição da Semana da Consciência Profissional. A campanha tem o objetivo de promover uma reflexão sobre o trabalho docente no ensino privado. Neste ano, com o tema Excesso de Trabalho extraclasse? Não, obrigado!, a Semana está integrada a luta do Sindicato pela regulamentação do trabalho extraclasse e a preservação do direito ao descanso dos professores.

O excesso das demandas de trabalho extraclasse por parte das instituições de ensino tem sido o maior problema dos professores do ensino privado nos últimos tempos. A realização das tarefas fora do horário contratado tem afetado a sua saúde, relações sociais e familiares e a própria qualidade do ensino. O docente precisa de tempo para descansar, pensar, conviver com os seus ou mesmo, se assim desejar, não fazer nada.

Durante toda a Semana, os dirigentes do Sindicato vão intensificar as visitas aos professores, diretamente nas instituições de ensino, para debater a importância de impor limites às direções em relação às demandas de trabalho. Dizer não a essas atividades, preservar o direito ao descanso, é uma decisão pessoal que tem reflexo no coletivo.

A campanha culmina com a segunda edição do Domingo de Greve, no dia 20 de outubro, quando todos os professores do ensino privado em todo o país deixarão de lado suas atividades comumente realizadas no domingo, como correção de provas e preparação de aulas.

Professor, integre-se à Campanha e participe da Semana da Consciência Profissional.

O Sinpro-Noroeste realiza de 15 a 18 de outubro a segunda edição da Semana da Consciência Profissional – iniciativa lançada em 2012 com o objetivo de promover a reflexão sobre o excesso de trabalho no ensino privado. Neste ano, a campanha está integrada à luta do Sindicato pela regulamentação e remuneração do trabalho extraclasse e a preservação do direito ao descanso dos professores.

Com o slogan Excesso de trabalho extraclasse? Não, obrigado!, a campanha estimula os professores a preservar o seu direito ao descanso, impondo limites às demandas de trabalho extraclasse impostas pelas instituições de ensino. Você tem uma carga horária contratada e uma organização pessoal para dar conta das demandas. O nosso trabalho requer alguma dedicação fora da sala de aula, mas isso não significa estar disponível o tempo todo. Aceitar todas as imposições das coordenações não vai nos tornar mais bem-vistas nas instituições de ensino e não nos garante nenhuma preferência ou vantagem. Uma postura permissiva faz com que o volume de trabalho aumente cada vez mais.

O MPT já se manifestou

O Ministério Público do Trabalho enviou para as instituições de ensino recomendações para que seja preservado o tempo livre dos professores. O direito ao descando é lei e deve ser respeitado.

A importância do descanso

Não devemos nos sentir culpados por querer descansar ou recusar o excesso de trabalho. Pelo contrário, aproveitar momentos de lazer, curtir a família  e os amigos nos fazem pessoas melhores e, por consequência, professores melhores.

Está na Convenção Coletiva!

Como resultado da última Campanha Salarial, os professores da Educação Básica conquistaram a seguinte cláusula:

37 – DIREITO AO DESCANSO. Em domingos e feriados, fica vedado ao empregador o envio de solicitação de tarefas empregatícias.

PARÁGRAFO Único: Cada descumprimento do estabelecido no caput ensejará o pagamento de 2 (duas) horas-extras para o professor demandado.

Isso é resultado da ação sindical e de muita negociação. É importante que cada professor fiscalize o cumprimento do acordo e, em caso de irregularidade, comunique ao Sinpro-Noroeste.

Greve nacional dia 20 de outubro
Inspirada na campanha Domingo de Greve realizada pelo Sinpro-Noroeste em 2011 para denunciar o excesso de trabalho extraclasse a que os professores são submetidos, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino (Contee) está chamando uma paralisação nacional dos professores do ensino privado para o dia 20 de outubro.

Links Relacionados