\\ INFORMAÇÃO \ notícias

Discussão da nova CCT segue sem avanços

Publicada em 06/04/2018.

O Sinpro-Noroeste participou, nesta semana, da quinta rodada de negociações coletivas com o sindicato patronal, visando a composição da nova convenção coletiva do Ensino Básico e do Ensino Superior deste ano.

Assim como na reunião anterior, não houve avanços significativos na negociação com o Sinepe/RS, que representa as instituições de ensino.

Na câmara de negociação da Educação Básica, os sindicatos de trabalhadores apresentaram mais pontos de pauta, incluindo a aproximação dos valores hora-aula dos professores de anos iniciais e finais, calendário escolar, indisponibilidade do professor no recesso escolar e termos da licença-interesse. Como resposta, o patronal afirmou que vai analisar cada uma das solicitações.

Na câmara da Educação Superior, a estratégia adotada foi a de levar propostas por escrito, a fim de não haver dúvidas sobre a redação das cláusulas solicitadas pelos sindicatos de trabalhadores. No encontro, foram debatidos itens como a forma de registro de tutores em instituições de ensino, limite de alunos por turma, regras para despedimento de professores. Também foram discutidas as questões inerentes às homologações de rescisões, que ocorrem obrigatoriamente nos sindicatos.

Ao fim do encontro, os representantes do Sinepe/RS pediram a suspensão do calendário de reuniões por uma semana, para que a diretoria do sindicato se reúna e avalie o andamento das negociações. Desta forma, o novo encontro para a discussão da CCT dos professores do ensino privado ocorre somente no próximo dia 17 de abril.